A Receita Federal será o novo alvo da fúria de Bolsonaro

Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus

O Presidente Jair Bolsonaro deseja que a Receita Federal anistie as multas milionárias devidas por diversas igrejas apoiadoras do bolsonarismo. Estas igrejas foram flagradas burlando as normas da imunidade.

As igrejas gozam de imunidade tributária, porém não estão cobertos pela imunidade as contribuições previdenciárias e a distribuição de lucros ou de patrimônio.

A Receita Federal flagrou estas igrejas usando a remuneração dos pastores para distribuir lucros com base no ingresso dos dízimos dos fieis. Quem arrecada mais, recebe mais. Além disso, os ficais descobriram que as igrejas deixam de recolher uma série de contribuições obrigatórias, estas não isentas.

Os pastores dirigentes das denominações religiosas fiscalizadas pressionam diretamente o Palacio do Planalto, através dos deputados do “centrão” e também Paulo Guedes, Ministro da Economia, que recentemente foi atacado pelo TV Record, do Bispo Edir Macedo.

Saiba mais em: “Receita Federal aplica multas milionárias às igrejas após descobrir irregularidades”

2 comentários em “A Receita Federal será o novo alvo da fúria de Bolsonaro

  1. Essas igrejas nada mais são do que franquias. O pastor recebe uma área para atuar, com população “x”, e tem de repassar mensalmente outro “x” de dinheiro, fruto do que arrecada. Uma vergonha. Se as igrejas não são comércio, não têm atividade economica, por que essa pressa em reabri-las?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s