Orly Bezerra é a mais nova vítima de inquérito que tem feição de perseguição política.

R$750.000,00 encontrado escondido na casa de Diretor da Secretária de Saúde

A Policia Civil do Pará, chefiada por pessoa de inteira confiança da cúpula do Governo do Estado, a pretexto de apurar crimes cibernéticos, tais como a fake news, vem escalando como alvo principal os blogueiros que se opõe ao Governador Helder Barbalho, acusando-os indevidamente de disseminarem informações falsas. O mais novo alvo alcançado por este inquérito foi o jornalistas, publicitário e empresário Orly Bezerra, acusado de financiar os blogues sob investigação.

Quem conhece o Orly Bezerra, como eu conheço e desde de os tempos do jornal O Estado do Pará, lutando por uma imprensa livre e democrática, sabe que jamais Orly estimularia a disseminação de fake news. Por ele, boto minha mão fogo por ter testemunhando que em todos os anos de Governo do PSDB, quando esteve a frente das campanhas e da comunicação do Governo do Estado, nunca um só jornalista ou blogueiro foi atacado, perseguido ou calado por dar opinião contrária aos interesses oficiais.

Bons tempos aquele!

Minha opinião para o fato é que se trata de uma tentativa desesperada de apagar a repercussão negativa da operação da Policia Federal no Pará. Tentam criar uma imagem e fatos para servir a luta política na versão que tudo não passa de perseguição ou de ataques da oposição, jogando a narrativa a favor do grupo que temporariamente governa o Pará.

Dentre os blogueiros, alvos destas investigações, estão aqueles que alertaram as autoridades sobre superfaturamentos, compras dirigidas e por dispensa de licitação, contrariando as legislações e os princípios constitucionais da probidade administrativa.

Dentre as denuncias feitas por estes blogues, está a que mostrou as irregularidades nas compras de respiradores por parte do governo. Informação que pode ter gerado o inquérito no Superior Tribunal de Justiça, dai o inconformismo oficial.

A Policia Federal, em ação de busca e apreensão autorizada pelo STJ, com base em informações de ilegalidades, cumpriu diligências no Pará contra corrupção e encontrou R$ 750 mil reais escondidos dentre de uma caixa térmica na casa de um servidor de confiança da Secretaria de Saúde e outros R$ 60 mil, na casa de um assessor especial do Governo do Estado do Pará.

As imagens do cooler com um montão de dinheiro circulou nacional e nos mais recônditos cantos do Pará. O Governo emitiu nota paga aos dois jornalões controlados, na qual omiti a origem da dinheirama, mas os blogues livres não! Os blogues não são comprados e tem independência, por isso deram voz aos escândalos e mostraram os fatos, como os fatos são para a população tomar conhecimento.

Hoje, os investigadores da Policia Civil escarafuncharam até fazer a imagem pífia, de troco, perfeitamente compatível com a renda do investigado, que nem se compara aos R$750 mil.

Dizem os policiais que encontraram R$15 mil reais na casa do publicitário. E daí? Ele não é servidor público, não é diretor da Secretária da Saúde e nem é assessor especial do Governo do Estado. O valor é totalmente compatível com os ganhos de sua empresa e possível de ser explicado em qualquer Tribunal sério.

Espero que a Ordem dos Advogados do Brasil seção Pará, o Sindicato dos Jornalista, o Ministério Público e a corregedoria de justiça do Estado, percebam a gravidade dos fatos, a violação dos direitos individuais das pessoas, a grave ameaça ao estado democrático de direito e se posicionem urgentemente.

Por fim, espero que minha opinião também não seja confundida pelo inquérito e que este blog não entre no rol dos investigados, uma vez que me considero um cidadão livre e disposto a exercer meu direito de cidadania de fiscalizar a correta aplicação do dinheiro público, além de continuar me posicionando sobre fatos com os quais não comungo.

2 comentários em “Orly Bezerra é a mais nova vítima de inquérito que tem feição de perseguição política.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s