Helder Barbalho foi ministro da pesca, mas seu governo virou as costas para o setor.

O Pará não sabe qual o lugar que ocupa no ranking da pesa nacional. Dizem que somos o segundo maior estado pesqueiro. Santa Catarina é o primeiro.

Há quem conteste a colocação do Pará, mas o fazem baseado no achismo. O Pará não tem estatísticas sobre sua produção pesqueira. Também não tem política para pesca.

Santa Catarina produz dados e conhece seu estoque pesqueiro, quanto produz e quem são os produtores. Os dados por lá são atualizados e divulgados mensalmente.

Desde quando o Ministério da Pesca foi criado, os ministros sempre foram indicados pelos catarinense, exceto em uma única oportunidade, quando o ministérios foi ocupado por um paraense, o atual governador Helder Barbalho, ficando no cargo por nove meses.

Estas passagem de Helder pela pasta federal da pesca, acendeu uma luz de esperança no setor. Achava-se que ele no governo priorizaria o organização do setor, transformando-o num potencial econômico a altura da importância que a pesca representa em emprego, produção e renda. Corrigindo a ausência de planejamento e incentivo adequado.

Nestes tempos que ainda restam para fim do mandato, é tempo de Helder escrever seu nome e deixar um legado para o desenvolvimento da pesca e aquicultura paraense, pelo menos implantando o setor de estatística para termos como reivindicar o primeiro lugar no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s