Pobres e remediados de Belém botaram a bunda no selim e o pé no pedal

Cada vez mais trabalhadores, mulheres trabalhadoras, estudantes, de todas as classes, estão se deslocando por bicicletas.

O perfil do ciclista de Belém mudou e pessoas de muitas classes, com o valor da gasolina subindo, botaram a bunda no selim e o pé no pedal, incluindo estudantes universitários.

Mas ainda continua valendo o abandono dos pisos das ciclovias e ciclofaixas e o abuso dos motociclistas e motoristas.

Os ciclistas antigos e novos não perdem a esperança e seguem acreditando nos discursos oficiais de fiscalização e obras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s