Uma nova política, sem a velha elite, para libertar o Pará do atraso.

O Pará é rico. Aqui tem de tudo: sol, terra, água, minério e muitas e abundantes riquezas. Porém é um estado administrados por políticos mediocres, sem compromisso com o futuro de sua população e dos recursos naturais.

São perdulários, transformando o patrimônio público em corrupção e enriquecimento de privado de seus familiares e aliados.

Aqui, se faz conferências internacionais para criar peça de publicidade, sem qualquer consequência prática para a vida das pessoas. Agora mesmo, o Pará sedia uma evento de bioeconomia, mas não consegue deixar de apanhar açaí com o uso da velha peconha.

Portugal e a Espanha, produtores de azeite de oliva, usam máquinas para coletar os frutos de suas oliveiras, mas aqui no Pará, a mandioca é arrancada como se o nosso agricultor ainda estive no século XVII.

Sem pesquisa, sem incentivos e sem tecnologia projetada para as condições amazônicas, continuamos, com uso de ferramentas improvisadas, capturando caranguejos, armazenando precariamente nas cambadas e nos contentando com o fato de parte do foi retirado da natureza irá se perder por erro de manipulação.

Os peixes. Somos ricos em especieis, mas os capturamos e os manipulamos com o mesmo amadorismos de antes. O tempo passa e não respondemos coisas obvias e simples: sabemos o ciclo de vida destas especies só nossas? contamos a produção dos nossos pescadores e temos estáticas sobre o que produzimos? sabemos qual é o nosso estoque pesqueiro?

Nada disso interessa a esta pobre, mal-formada e mal intencionada elite política paraense.

Para os nossos governantes interessa nunca descer dos palanques, usar os recursos públicos com muita irresponsabilidade e transferir parte deles para as contas bancárias privadas.

Os órgão públicos por aqui são improvisados e caros. As obras públicas sempre custam muito mais que o mercado paga e quando se trata de durabilidade, todos sabem que elas não vão durar nem até a próxima eleição.

Tá hora de varrer do Pará a velha e carcomida elite. Mobilizar os talentos novos e compromissado em construindo um projeto de estado baseado no bem-estar do povo e na preservação dos recursos naturais para as próximas gerações.

Se você é paraense de verdade, atenda este apelo e entre em contato conosco: zecarlosdopv@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s