“Leve essa menina para o senhor, aqui ela não tem futuro”

Hoje, 07/03, não estava previsto gravar nem vídeo batendo na tecla do investimento em emprego, renda e dignidade ao povo do Pará. Mas me ocorreu um fato que me motivou a insistir nesse tese urgente e vou relata-lo aqui.

Fui visitar um amigo meu que é guarda de Nossa Senhora de Nazaré e passarinheiro. Gosta de ir para os lugares longínquos do Pará observar pássaros. Faz isso um semana sim, outra não.

Ele me relatou o quanto tem encontrado pobreza, miséria, indignidade nas áreas rurais do nosso estado.

Ao ponto de, numa comunidade do município de Tailândia, o pai ter entregado a ele uma menina de 12 anos, dizendo “leve essa menina para o senhor, aqui ela não tem futuro”.

Claro que meu amigo, cristão e temente a Deus, não fez o que aquele pai pedia, mas ajudou a família com que pode, insistindo para que lutem por melhores dias e nunca desistam.

O meu amigo relatou outros fatos ainda mais terríveis, escabrosos, que tem presenciado nas comunidades que visita.

Apesar de levar cestas básicas e outras ajudas, em cada viajem que faz, sabe que só isso não vai adiantar. É preciso mudar o rumo dos investimento públicos.

Por fim, meu amigo se mostrou revoltado, pois os prefeitos e políticos que vivem nestas regiões que visita ostentam carrões, lanchas, luxo, enquanto povo passa fome.

O Pará não pode continuar tratando seu povo dessa maneira.

Os políticos daqui não tem direito de nos enganar com suas propagandas falsas e campanhas eleitorais que troca espelho por voto, aproveitando-se da miséria para alcançar poder, dinheiro e enriquecer a custa dos pobres.

Eu acredito em um outro destino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s