Sobrou candidatos e faltou debate

No domingo, 02/10, os mais de seis milhões de paraenses irão as urnas escolher o novo governador do Pará para os próximos quatro anos. Foram nove candidatos lançados, mas pouco se debateu os problemas e apresentou-se soluções para dar paços em direção a superação dos baixos índices de desenvolvimento humano e da brutal concentração de renda nas mãos de poucos.

A FUNDAÇÃO AMAZÔNIA DE AMPARO A ESTUDOS E PESQUISAS (FAPESPA) produz o Mapa da Exclusão Social (acesse no link) documento que mostra, em números, como vive a população paraense e quais os problemas a serem superados por políticas públicas de responsabilidade do próximo governador.

O candidato Helder Barbalho, atual governador, através de sua propaganda eleitoral, anunciou que manterá as políticas atuais e fará um forte apoio a produção local e a bioeconomia, como ação para combater a destruição da floresta, gerando emprego, renda, a partir do aproveitamento e verticalização da produção local e dos produtos da floresta.

Veja a lista de candidatos ao cargo de governo do Pará e vá no site DivulgaCand, e conheça o programa de governo proposto por cada uma deles:

Adolfo Oliveira (PSOL): 37 anos, geógrafo e professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), é também formado em Pedagogia pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). Ele tem pós-doutorado em Geografia pela Cardiff University, de Londres. Possui atuação no movimento sindical na UFPA. A cabeleireira Vera Rodrigues, de 39 anos, também do PSOL, será candidata a vice.

Cleber Rabelo (PSTU): 49 anos, maranhense do município de Bacuri, Rabelo é operário do setor da construção civil e dirigente sindical. Ele já concorreu três vezes ao cargo de prefeito de Belém e também ao governo estadual. Em 2012, foi eleito vereador por Belém. A candidata à vice-governadora é a professora Benedita do Amaral (PSTU), de 67 anos.

Dr. Felipe (PRTB): aos 37 anos, é médico cardiologista e produtor rural. É natural do município de Xinguara, no sul do Pará. Esta será sua primeira disputa eleitoral. O vice é Fernando Dourado, de 50 anos, que foi atleta profissional e é técnico em desportos, do mesmo partido.  

Helder Barbalho (MDB): aos 43 anos, é o atual governador do estado e tenta a reeleição. Formado em administração e pós-graduado com MBA executivo em gestão pública, ele já foi ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos e da Integração Nacional. Também, foi vereador e prefeito da cidade de Ananindeua (PA) e deputado estadual. A candidata a vice é a servidora pública estadual Hana Ghassan (MDB), de 54 anos.

Major Marcony (Solidariedade): de 51 anos, natural de Belém, é militar da reserva do Exército e também empresário do segmento da segurança pública. Atual presidente do partido no estado do Pará, ele concorre ao cargo de governador pela primeira vez. O vice na chapa é o administrador Nilo Noronha, 59 anos, do Solidariedade.

Paulo Roseira (AGIR): aos 63 anos e natural de Belém, Roseira é engenheiro por formação. Casado, esta é a primeira vez que concorre a um cargo eletivo. Seu vice na chapa é o advogado Murilo Monteiro, de 39 anos, do mesmo partido.

Shirley Helena Rolim de Souza (PROS): presidente da legenda no Pará, é natural de Belém. Pedagoga de formação, a candidata de 49 anos trabalha na rede pública municipal de Barcarena, na região metropolitana de Belém. É a primeira vez que concorre a um cargo público. O vice na chapa é o comerciante Ricardo Cunha, de 48 anos.  

Sofia Couto (PMB): presidente estadual do PMB, tem 56 anos e está na política há 12 anos. Nasceu em Belém e foi suplente de vereadora em 2012 e 2016, e suplente de deputada estadual em 2018. É a primeira vez que concorre ao cargo de governadora. O vice na chapa é o bombeiro militar Luciano Nazareno de Furtado Sewnarine, conhecido como Luciano Bombeiro, de 45 anos.     

Zequinha Marinho (PL): aos 62 anos, é senador pelo Pará. Marinho já ocupou o cargo de vice-governador de 2015 a 2019. Também foi deputado estadual e federal. Formado em pedagogia, ele tem pós-graduação em administração pública. A candidata dele à vice é a servidora pública municipal Rosiany Eguchi (PSC), de 49 anos.

O programa de governo do candidato Helder, primeiro colocado nas pesquisa, pode ser melhor avaliado, acessando o link: Para seguir em frente

Com Helder muito a frente dos demais candidatos, o debate de proposta não aconteceu, mas é bom para democracia conhecer o que pensam e o que pensa o atual governador para podermos cobrar depois da posse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s