Espelho, espelho meu, existe governo mais querido do que o meu?

A Bruxa consultava o espelho todos os dias, conferindo a sua popularidade, sua beleza, seu poder. O espelho agradava a poderosa. Não convinha contrariá-la. Existe alguém mais bonita do que eu? Claro que a resposta era negativa e a Poderosa seguia impondo sua forma autoritária de governar. O espelho, com certeza sabia que a beleza … Continue lendo Espelho, espelho meu, existe governo mais querido do que o meu?

Sancionada a Lei do Brega: festa acabada, músicos a pé.

Nesta sexta-feira, 17 de outubro, finalmente o povo paraense teve acesso ao teor da lei que declarou o "Ritmo Brega" integrante do Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Pará. A lei foi publicada no Diário Oficial, ato que de fato faz a lei começar a ter validade, apenas no Diário Oficial desta sexta-feira (17.09). … Continue lendo Sancionada a Lei do Brega: festa acabada, músicos a pé.

Pobres e remediados de Belém botaram a bunda no selim e o pé no pedal

Cada vez mais trabalhadores, mulheres trabalhadoras, estudantes, de todas as classes, estão se deslocando por bicicletas. O perfil do ciclista de Belém mudou e pessoas de muitas classes, com o valor da gasolina subindo, botaram a bunda no selim e o pé no pedal, incluindo estudantes universitários. Mas ainda continua valendo o abandono dos pisos … Continue lendo Pobres e remediados de Belém botaram a bunda no selim e o pé no pedal

Helder Barbalho foi ministro da pesca, mas seu governo virou as costas para o setor.

O Pará não sabe qual o lugar que ocupa no ranking da pesa nacional. Dizem que somos o segundo maior estado pesqueiro. Santa Catarina é o primeiro. Há quem conteste a colocação do Pará, mas o fazem baseado no achismo. O Pará não tem estatísticas sobre sua produção pesqueira. Também não tem política para pesca. … Continue lendo Helder Barbalho foi ministro da pesca, mas seu governo virou as costas para o setor.

Dia da Amazônia: o que você pode fazer pela floresta?

Eu nasci na Amazônia, na cidade de Belém do Pará. De criança que testemunho a destruição deste bioma e me entristeço. Acho que faço muito pouco pro tamanho da minha responsabilidade como ambientalista. Quero fazer muito mais, mesmo sendo pequeno. Os igarapés da minha infância, corpos d'água que faziam parte da bacia hidrográfica tão necessária … Continue lendo Dia da Amazônia: o que você pode fazer pela floresta?

Ir ou não ao 7 de Setembro?

Quem está convocando e assumirá as responsabilidades pelos atos de 7 de Setembro? Quais as bandeiras reivindicatórios que serão levadas as ruas neste dia? O Brasil precisa mudar para melhor. Pobreza e desigualdade, desemprego, fome e injustiças, estão matando muitos dos nossos. Será que estas preocupações estão no radar de quem deseja a ruptura entre … Continue lendo Ir ou não ao 7 de Setembro?

A prorrogação do funcionamento do Lixão de Marituba não garantiu os direitos dos cidadãos e do meio ambiente

Ao homologar um acordo e estender o funcionamento do Aterro Sanitário em Marituba, o Poder Judiciário não fez e nem aplicou a verdadeira justiça, uma vez que deixou de considerar os interesses das parcelas vulneráveis do processo. O meio ambiente e as pessoas não estavam representadas neste acordo, que só ouviu um lado da balança, … Continue lendo A prorrogação do funcionamento do Lixão de Marituba não garantiu os direitos dos cidadãos e do meio ambiente

A prorrogação do Lixão de Marituba vai custar mais caro e quem paga conta é o povo

A decisão da Justiça paraense que prorrogou o funcionamento do Lixão de Marituba até agosto de 2023, além dos impactos socioambientais, vai ter impacto financeiro e custará mais caro para o contribuinte dos municípios de Belém, Ananindeua e Marituba. O desembargador Luis Neto decidiu, além de prorrogar o funcionamento do Aterro Sanitário (vulgo Lixão de … Continue lendo A prorrogação do Lixão de Marituba vai custar mais caro e quem paga conta é o povo

A prorrogação do Lixão de Marituba atenta contra o meio ambiente

Macacos, pássaros, sapos, cobras, rãs, gente, corram que o fedor de gás tóxico vai continuar e agora com autorização da Justiça do Pará, menos a floresta que, presa ao solo, suportará as agressões sem defesa.. Para prorrogar o funcionamento do Aterro Sanitário até agosto de 2023, o Poder Judiciário passou a carroça na frente dos … Continue lendo A prorrogação do Lixão de Marituba atenta contra o meio ambiente