A corrupção articulada esta virando o jogo no Brasil

STF impõe derrota a Lava Jato atendendo pedido da defesa para retirar do processo a delação premiada de Antonio Palocci e o PT comemora.

“O STF acaba de reconhecer, em julgamento de HC da defesa de Lula, q Sergio Moro atuou politicamente em 2018 ao vazar ilegalmente delação de Palocci às vésperas da eleição. É oficial: Moro atuou para eleger Bolsonaro” Glessi Hofmam

O ex-juiz Sergio Moro responde:

c) Eu, como juiz, sequer proferi sentença na ação penal na qual houve a inclusão da delação de Palocci;

d) a sentença condenatória contra o ex Presidente que proferi é de julho de 2017, ou seja, foi em outra ação penal e muito antes de qualquer campanha eleitoral, sendo ainda confirmada pelo TRF4 e STJ.”

O povo brasileiro paga toda a conta e eles passam a régua.

Quem estraga a política são os políticos sabinos

O deputado federal Celso Sabino pediu inscrição como candidato a prefeito de Belém pelo PSDB.

O pediu, segundo anunciou a coluna do Bacana foi protocolado perante a Executiva Municipal.

Tudo seria normal se não fosse os fatos protagonizados pelo próprio Sabino, que o descredencia dessa pretensão política.

Ele é ainda filiado ao PSDB, deputado federal pela legenda e eleitor de Belém.

Ocorre que Celso Sabino, logo após eleito, diga-se por obra e graça do apoio da máquina, se afastou do ninho tucano e sua irmã foi confirmada na JUCEPA pelo Governador Helder Barbalho. Mostrando sua inclinação por governos de plantão.

O deputado Sabino controla o Partido Solidariedade e só ainda não se filiou nesta sua nova legenda para não perder o mandato por infidelidade.

Note-se ainda que o controle do PSDB municipal de Belém é do prefeito Zenaldo Coutinho que está comandando sua própria sucessão e nesta articulação o Deputado Celso não tem espaço.

O deputado Celso Sabino sabe que não tem qualquer simpatia dentro do PSDB Municipal e muito menos manteria o leque de partido aliados ao prefeito, por isso tem chance reduzidíssima de apoio oficial para sua pretensão.

Sabedor dessa pouca chance, por que Sabino pleiteia a vaga de candidato municipal pelo PSDB?

Aqui é que morar a razão do título deste artigo.

O Deputado age de caso pensado para melar o jogo, criar dificuldades e usar tudo como moeda de negociações. Sua movimentação, com certeza, está sendo comemorada pelos estrategistas do MDB e de outras legendas com pretensões em dirigir os destinos da Capital Paraense.

Neste episódio e em outros, o que menos interessa são os problemas das pessoas que moram na cidade de Belém e precisam dos servos públicos de transporte, moradia, emprego, saneamento, arborização, cultura, lazer.

Estas manobras dos políticos sabinos, que usam a política para seus objetivos de poder pessoal, desprezando a principal função desta nobre atividade, que é servir os interesses coletivos, é que provocam a desconfiança da população e fazem o povo achar que todos os políticos são iguais, nunca se dão respeito e nem respeitam o desejo popular.

Antiambientalismo de Bolsonaro já prejudica empresas brasileiras

O Governo Bolsonaro tem se colocado contra o ambientalismo de forma a prejudicar a economia nacional. As exportações brasileiras vem sofrendo sérias restrições em países onde a legislação obriga a seguir regras de sustentabilidade.

O desmatamento da Floresta na Amazônia tem alcançado patamares alarmantes e acendido o alerta mundial para o perigo planetário.

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/07/antiambientalismo-de-bolsonaro-ja-prejudica-empresas-brasileiras.shtml?utm_source=mail&utm_medium=social&utm_campaign=compmail

Empresa da ex-mulher de Wassef recebeu R$ 41 milhões no governo Bolsonaro – 21/06/2020 – UOL Notícias

Uma empresa ligada à ex-mulher e sócia do advogado Frederick Wassef, que defende o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), rec
— Ler em noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/06/21/ex-advogado-jair-bolsonaro-cristina-boner-frederick-wassef-contratos.htm

Caiu o Ministro da Educação Abraham Weintraub

Caiu o Ministro da Educação Abraham Weintraub. Ele havia substituído o colombiano Ricardo Velez, que chegou a declarar que “o brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo…”

Dois Ministros, duas tragédias. Os nossos filhos e a educação perderam anos preciosos que jamais serão recuperados.

Quem virá depois deles?

Temo pela regra deste governo: “nada é tão ruim que não possa piorar”.

As mudanças nunca são boas para o nosso país, Weintraub, deixa o MEC e vai assumir um cargo no Banco Mundial, pior para a imagem do Brasil o Exterior.

Sara Winter mentiu sobre diploma de curso superior – ISTOÉ Independente

A bolsonarista Sara Winter, líder do grupo “300 do Brasil” presa na segunda-feira (15) pela Polícia Federal, disse ter nível superior em currículo entregue ao governo federal para ocupar cargo no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. No entanto, a Uninter, faculdade onde diz ter se formado, informou que ela não concluiu o curso. As informações são do Uol.
— Ler em istoe.com.br/sara-winter-mentiu-sobre-diploma-de-curso-superior/

Morre Padre Bruno Sechi, um santo homem de Deus

Padre Bruno Sechi, o santo das crianças e adolescentes.

No dia da marcha contra o trabalho infantil, no momento em que descia a Presidente Vargas, olhe na lateral da rua e lá estava, vendo tudo que acontecia, era Padre Bruno. Fui até ele, abracei-o, pedi uma foto e acertamos nos encontrar para falarmos sobre direitos humanos.

Veio a pandemia, ele se recolheu em sua Cidade de Emaús e eu me recolhi em minha casa. Não nos falamos mais. Ontem, com tristeza, recebi a noticia do seu falecimento. Fiquei zangado com a COVID-19, por levar tão santo homem e nem me dá oportunidade de vê-lo e dele receber alguma missão.

O pior é vê-lo partir sem dar-lhe a despedida merecida. Se pudéssemos, hoje Belém teria um círio, um mar de gente em seu féretro.

Padre Bruno é uma referência para muitos senhores, que quando jovem, vivendo no Mercado do Ver-o-peso, tiveram a mão amiga da República do Pequeno Vendedor.

Outros educadores e voluntários puderam, nos meses de agosto, ajudar na grande coleta de produtos que, antes da obsolescência programada, quando os produtos de agora são feitos para jogar fora, coletavam aquilo que ainda podia ser reaproveitado e levavam nos caminhos, que depois seriam remoçados e postos a venda para ser adquiridos por um preço menor e por famílias pobres.

O Dinheiro arrecadado serviria para sustentar os projetos em prol das crianças e dos adolescentes.

Meu primeiro computador portátil, adquiri do Padre Bruno Sechi, foi deste impulso que nasceu minha história tecnológica, que perdura até hoje. Padre Bruno era muito moderno e visionário.

Minha ligação e intimidade com a República de Emaús e com as causas, razão de ser de todo uma vida, foi fortalecida através de dois grandes amigos, minha madrinha Ana Sgrott e do Professor João Raimundo, que me ajudou como assessor parlamentar por longos anos e me fizeram conhecer a beleza por trás deste homem simples e de fala mansa.

Com a sua ida ao encontro do Pai Celeste, o Pará perde mais um ícone, como tantos outros que estão indo. Sinto um vazio. Vejo que estamos ficando sem referências.

Faço aqui uma oração: Oh, meu caríssimo Deus, pode levar seus escolhidos, eles merecem o Reino dos Céus, mas saiba, Senhor, que precisamos de outros padres Brunos nos mais diversos campos de batalha.

A Amazônia, por exemplo, está sendo destruída e me sinto impotente e sem aliados para prosseguir, pois os inimigos do meio ambiente são muitos e poderosos. A luta urbana, está ficando pra trás. As bandeiras do Padre Bruno Sechi precisam continuar hasteadas.

Descanse em paz, homem santo de Deus.

Alexandre de Moraes acerta um dardo no coração de Bolsonaro.

O Supremo Tribunal Federal realiza sessão solene de abertura do Ano Judiciário de 2019. Na foto, o ministro Alexandre de Moraes. (BRASIL DE FATO)

Os blogueiros e políticos bolsonaristas foram feridos no coração pelas buscas e apreensão e agora reagem com mais ódio e ataques ao STF, principalmente ao Ministro Alexandre de Moraes.

Na redes sociais, incluindo WhatsApp, estão bombando as hashtag contra o STF e a decisão do Ministro Alexandre de Moraes, até esqueceram do Governador Estrume do Rio de Janeiro.

Entenda o motivo da raiva e o porque dos ataques:

O Ministro Alexandre de Moraes, com apoio da Policia Federal, através de delegados por ele blindados da influencia do Presidente da República na PF, descobriu o modo de operar dos bolsonaristas, para espalhar mentiras e ataques, usando as redes sociais, para destruir a reputação de adversários políticos e as instituições que não estão sobre seu controle ou fazendo o jogo políticos que desejam para o país.

Esta máquina de mentiras e ódios funciona com apoio financeiro de um grupo de empresários, através de uma caixinha, que arrecadaria R$2 milhões mensais. O dinheiro é distribuído para blogueiros e digitais influenciadores. Também é usado para pagar um sistema de robôs, que são máquinas programadas para distribuição de mensagens me massa.

O esquema se move com o presidente da república, seus ministros olavistas, os filhos, a bancada parlamentar e empresários dando a senha para os ataques. Um grupo produz as postagens com os conteúdos e estes são viralizados pelos apoiadores inscritos em grupos de whatsApp, por impulso pagos e artificialmente pelos robôs programados para este fim, usando o ódio como estratégia de adesão.

O Ministro Alexandre de Moraes, de posse dos laudos e das provas colhidas pelos investigadores, determinou a busca e apreensão residências dos blogueiros e dos financiadores, quebrando o sigilo destes últimos.

A bolsonaristas, feridos de morte no seu único meio de política suja, sabem que a coleta de vastas provas será fatal e por isso, partiram para o ataque ao inquérito e até a família do Ministro.

Para ficar claro, o Ministro não violou o direito de livre opinião e a liberdade de imprensa, esta estão garantidas constitucionalmente, o ato foi para coibir crimes que vem sendo cometidos com desenvoltura por uma pequeno grupo de pessoas, em favor de políticas que atentam contra a própria democracia.

Os bostas e os estrumes podem ser alvo da polícia política?

Sabe quando um coisa se parece tanto com outra? tipo: rosna como gato, tem pelo de gato, sobe no telhado, caça rato, só pode ser gato!

O Presidente da República diz que quer ter as informações e influenciar na PF. Diz que não vai aceitar f… seus parentes e amigos. Demite o Diretor Geral da Policia Federal. O Ministro da Justiça pede exoneração, por não aceitar a interferência, pede provas, as provas são robustas e comprovam o que o Ministro falou.

Depois da demissão de Sergio Moro, o Presidente troca Diretor e o superintendente da PF no Rio. Chama o Governador do Rio de estrume. Na esteira dos acontecimentos, a PF produz uma mega operação, tendo como alvo o Governador Estrume, inimigo político do Presidente, acusado por este de tentar prejudicar seus filhos e familiares.

Tudo leva a crer que estamos diante de uma ação política, mas como foi autorizada pelo STJ, dizem que pode ser tudo uma coincidência.

Bom, parece que nosso gato subiu no telhado.