MORTE DE CLEIDE MORAES – Alvará de soltura para motorista e o que dizem as testemunhas

A juíza Edilene de Jesus Barros Soares, da Vara Criminal de Benevides, expediu nesta sexta-feira (31), o alvará de soltura do motorista Victor Hugo dos Reis Morais, de 25 anos, acusado de estar embriagado e ter provocado o acidente de trânsito que matou a cantora paraense Cleide Moraes, no último domingo, em Santa Bárbara, na estrada de Mosqueiro.
— Ler em ver-o-fato.com.br/morte-de-cleide-moraes-alvara-de-soltura-para-motorista-e-o-que-dizem-as-testemunhas/amp/

PF desmonta quadrilha de desmatadores em Altamira, Brasil Novo, Medicilândia e Uruará

O juiz federal substituto da 4ª Vara Gilson Vieira Filho determinou o afastamento de agentes públicos suspeitos de integrar uma organização criminosa formada por madeireiros, servidores públicos das secretarias municipais de Meio Ambiente, advogados e engenheiros florestais.

A ação da Polícia Federal, autorizada pela Justiça Federal, visou desmontar uma quadrilha de agentes públicos que davam cobertura ao desmatamento e a comercialização de madeira nos municípios de Altamira, Brasil Novo, Medicilândia e Uruará.

O policial rodoviário federal Valderson Vargens da Silva, o policial civil Sérgio Roberto Dias Caldeira e o policial militar Climi Cleber Pinheiro Soares foram afastados do emprego ou função pública.

Wesley Storch, secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Altamira(SEMAT), Lúcio Francisco de Paula Costa, coordenador da Secretaria de Meio Ambiente da SEMAT de Altamira, Lucas Gomes de Alvarenga Shubert, assessor jurídico da SEMAT de Altamira, e Verbena Regina Sá Brito, assessora jurídica da SEMMA de Brasil Novo, também foram afastados de suas funções.

O sigilo da decisão que ordenou a operação foi levantado na tarde desta quarta-feira (29) pelo juiz federal da 4ª Vara, Antônio Carlos Campelo.

Ossos de mamute bem preservados são achados na Sibéria

Os pastores encontraram parte do crânio de um mamute-lanoso, cujo nome científico é Mammuthus primigenius, além da mandíbula inferior, várias costelas e um fragmento do pé, com tendões ainda presos aos ossos
— Ler em amp.dw.com/pt-br/ossos-de-mamute-bem-preservados-são-achados-em-lago-na-sibéria/a-54324839

Histórias de Pescadores e peixes

Quem nunca comeu um bom peixe fresco, saído do mar, do rio, do lago e vindo direito para o mercado e do mercado para um bom molho de limão com sal e depois para panela ou para grelha, hein?

Vim para Bragança com a ideia de contar a história das pessoas que vão para as águas, com suas embarcações e tralhas em busca de capturar o peixe. Pensei também em contar a história do peixe, mas duvido que o peixe queira falar e acho que você não está interessado nela, acertei?

Antes de chegar aqui fiz pesquisas. Li a legislação. Consultei os sites oficias. Busquei estudo sobre o assunto. Já tenho muito material acumulado.

De posse dessas informações, percebi que meu universo está dividido entre dois tipo de pesca e de seus profissionais.

O pescador industrial, aquele que captura peixes de águas profundas e revoltas, cujo o produto é destinado, em sua maioria, à exportação.

O pescador artesanal, aquele que fica nas águas internas, nas regiões costeiras e abastece o mercado local.

Tenho que decidir e focar no meu personagem, alias, no nosso personagem, pois você será meu parceiro nesta viagem em busca das aventuras vividas por este seres meio água e meio terra. Aqueles que Jesus Cristos foi buscar no mar da Galileia e os transformou em apóstolos.

Disse tudo isso, para tentar lhe convencer a me auxiliar nesta pesquisa. Me conte histórias. Me mostre boas informações. Vamos fazer o nosso personagem ser conhecido dos brasileiros. Você topa?

Acho que o primeiro passo é definir-mos pelo tipo de pesca. Eu estou inclinado a conhecer a pesca artesanal e o pescador que a pratica. Acho que é bem mais romântico. Mas vamos decidir juntos e para isso espero sua manifestação sem demora.

A destruição da Floresta Amazônica é feita com apoio oficial

Desmatar a Amazônia é crime e ofende diretos das futuras gerações, mas tudo acontece por conivência dos governantes, que até questionam os dados obtidos por meio de instrumentos precisos e oficiais.

O Pará é o estado campeão de desmatamento, mas o Governador Helder Barbalho fornece argumentos ao desmatadores, ao dizer que o período chuvoso interfere nos números e na precisão dos dados.

A Constituição Federal, o Código Florestal e a Lei dos Crimes Ambientais não permite desmatamento, mas eles acontecem nas narinas dos governantes.

Também ainda é mistério o fato dos latifúndios acima de 2.500 hectares continuarem a ser legalizados sem atender o § 1.°, do art. 188, da Constituição Federal, que determina a que só pode ser feito se for aprovada pelo Congresso Nacional.

As autoridades brasileiras são coniventes com o latifúndio, com a grilagem e com a destruição da floresta, pois não há possibilidade de se obter terra pública e desmata-la se isto não ocorrer ao arrepio da lei.

A bancada do PV na Câmara apresentou ao Governo Federal dois requerimentos de informação relacionados a ações na Amazônia.

A bancada do PV na Câmara apresentou ao Governo Federal dois requerimentos de informação relacionados a ações na Amazônia. Nos documentos, os parlamentares questionam o uso das Forças Armadas e os resultados das operações na região, além das razões para a exoneração da coordenadora-geral de Observação da Terra do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE).
— Ler em www.leandre.com.br/noticia/1575

Governo sanciona com vetos o novo Marco Legal do Saneamento, que ameaça o futuro da Cosanpa

A novo marco legal do saneamento, sancionado pelo Presidente Jair Bolsonaro, com vetos, será a pá de cal sobre a Cosanpa, que será privatizada, isto será uma questão se tempo.

www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/07/veto-de-bolsonaro-no-marco-do-saneamento-abre-nova-crise-com-congresso.shtml

Sanções impostas pelo Ibama caem 60% em um ano, e especialistas alertam para apagão ambiental

De janeiro a junho deste ano, o número dos chamados termos de embargo aplicados pelo órgão ambiental foi de 587. Nos mesmos meses do ano passado, foram 1.435.

O número de autuações do ano passado já representava redução de 40% em relação ao primeiro semestre de 2018. Ou seja, é a segunda queda para igual período no governo Jair Bolsonaro.

http://Sanções impostas pelo Ibama caem 60% em um ano, e especialistas alertam para apagão ambiental

O Ministro Ricardo Salles causou muitos prejuízos ambientais e econômicos para o Brasil. A pasta foi criada para ter um titular que se identifique com a causa ambiental e provoque o debate dentro do Governo, fazendo o contraponto entre a defesa do meio ambiente e as questões econômicas. Para defender o setor produtivo tem os outros ministros.

Na época dos reis, dos imperadores e déspotas, era comum nomearem consultores para lhes contrariar as vontades, no sentido de poder, após ouvir argumentos pros e contra, caminhar pelo equilíbrio, será que nem se parecer com um déspota este Governo consegue.

Se a Justiça brasileira não retirar o Ministro Ricardo Salles da pasta do Meio Ambiente, como pede o Ministério Público Federa, o resultado final será de extrema gravidade, com perdas irreparáveis aos recursos naturais.

Trapiche de restaurante desaba na ilha do Combu

As informações iniciais dão conta de que as vítimas foram trazidas para a praça Princesa Isabel (de onde embarcam e desembarcam diariamente passageiros em direção à ilha), no bairro da Condor, para receber atendimento médico em Belém.
— Ler em www.oliberal.com/policia/trapiche-de-restaurante-desaba-na-ilha-do-combu-1.284785