Helder Barbalho foi ministro da pesca, mas seu governo virou as costas para o setor.

O Pará não sabe qual o lugar que ocupa no ranking da pesa nacional. Dizem que somos o segundo maior estado pesqueiro. Santa Catarina é o primeiro. Há quem conteste a colocação do Pará, mas o fazem baseado no achismo. O Pará não tem estatísticas sobre sua produção pesqueira. Também não tem política para pesca. … Continue lendo Helder Barbalho foi ministro da pesca, mas seu governo virou as costas para o setor.

Buracos milionários da Cosanpa topam com tubulação histórico do tempo de Antônio Lemos

Estais vendo estas peças das fotos? São telhas e tubos fabricadas no Acará, onde hoje existe uma comunidade quilombola, por trás da ilha do Maracujá. Os tubos foram uma ecomenda do prefeito Antonio Lemos para fazer o sistema de esgoto e de abastecimento de água da área central de Belém. A Cosanpa está esburancando a … Continue lendo Buracos milionários da Cosanpa topam com tubulação histórico do tempo de Antônio Lemos

A LDO 2022. A Gestão do Barbalho. 1 Bilhão em Dívidas e o Risco Fiscal Evidente

Quase R$ 1 bilhão de reais em dívidas em fase de execução!! Essa é a triste realidade atual do Governo do Pará, apontada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Estado para o exercício de 2022. Dentre outros temas, a LDO trata dos Riscos Fiscais, apresentando informações dos passivos contingentes decorrentes de demandas judiciais capazes … Continue lendo A LDO 2022. A Gestão do Barbalho. 1 Bilhão em Dívidas e o Risco Fiscal Evidente

Uma obra. Duas placas. O povo sem água.

https://videopress.com/v/eBnOmcO2?preloadContent=metadata Enquanto a dona Maria não tem água para lavar as panelas e nem seu Antônio pode tomar banho e lavar as partes com dignidade, o Governo do Estado e o Governo Federal brigam para dizer ao povo quem é o pai da criança de uma obra mixuruca que ainda não nasceu. Quem passa pela … Continue lendo Uma obra. Duas placas. O povo sem água.

Combustíveis, comércio, bebidas e energia elétrica sustentam os cofres do estado do Pará

O mapa acima mostra a arrecadação de ICMS por setor da economia no Pará. Por ele é possível fazer um perfil do consumo dos paraenses nos tempos de pandemia. Percebe-se que a nossa população concentrou suas compra em alimentos, bebidas, combustíveis e consumo de bebidas. Este último chama a atenção pelo fato das pessoas estarem … Continue lendo Combustíveis, comércio, bebidas e energia elétrica sustentam os cofres do estado do Pará

Por que Lúcio Vale foi indicado para Conselheiro do TCM?

Dizem que foi uma negociata a indicação de Lúcio Vale ao cargo de conselheiro do TCM, pelo governador Hélder Barbalho. Que tudo já estava acertado antes das eleições. Eu não sei. Eu não tenho provas sobre isso. Aliás, esta e outras atitudes da nossa classe política tem origem e motivações que só a eles beneficia, … Continue lendo Por que Lúcio Vale foi indicado para Conselheiro do TCM?

Helder Barbalho aumenta em 200% a Taxa Mineral e cria receita extra de R$2,4 bilhões.

O Governador Hélder Barbalho, que já vinha recebendo muito dinheiro extra para reforçar o caixa do estado, encontrou outra fonte de receita. Abocanhou o setor mineral, retirando os benefícios dados e aumento em (200%) as alíquotas da Taxa de Controle, Acompanhamento e Fiscalização das Atividades de pesquisa, lavra, exploração e aproveitamento de recurso minerais - … Continue lendo Helder Barbalho aumenta em 200% a Taxa Mineral e cria receita extra de R$2,4 bilhões.

O Governo de cofre cheio e o povo de bolso vazio.

Bom dia, meus e minhas. Estou em Parauapebas e daqui irei também aos municípios da região. Dou de cara com as atividades da Vale. A extração de minério é frenética. A cidade está com todos os hotéis lotados. Aqui a economia está em ebulição. Nada lembra o estado de lentidão provocado pela pandemia do Coronavírus. … Continue lendo O Governo de cofre cheio e o povo de bolso vazio.

A PEC DA IMPUNIDADE É UMA IMORALIDADE NUNCA VISTA E SEUS AUTORES PRECISAM SER PUNIDOS PELO VOTO NAS URNAS.

Ali naqueles dois prédios ao fundo, no final da Esplanada dos Ministérios, fica o Congresso Nacional. Lá estão os políticos votando a Lei da Impunidade para se blindar de ser julgado e punido quando cometem crime. É uma Proposta de Emenda a Constituição presentada pelo deputado paraense Celso Sabino. Eles querem se proteger e proteger … Continue lendo A PEC DA IMPUNIDADE É UMA IMORALIDADE NUNCA VISTA E SEUS AUTORES PRECISAM SER PUNIDOS PELO VOTO NAS URNAS.